Fardo

Não me importo se é doloroso. Não me importo se não há procedências plausíveis, tampouco se os outros gostarão. Não me importo se será útil, ou se vai me despedaçar. Também não quero saber se vai ser bom para você. Eu quero poder sentir, de verdade, o que eu quero sentir. Eu quero poder dizer que você é minha, porque isso me faz bem. Ter você me faz bem.
Não me importo com a imagem que será refletida aos outros, e nem com o peso que isso vai exercer. Não me importo com o fardo que terei que carregar, nem com o que vão falar. Nada mais me importa, nada mais consegue ser acessível aos meus dinâmicos olhos, à minha visão periférica do que é bom para mim.Na verdade, me importa sim se vai ser bom pra você. Minha recompensa vai ser ver você sorrir e dizer que, finalmente, está dando certo (ou não). Mas realmente, só sei que nada sei. E nada me importa. E nada mais eu gostaria de ter ou saber. Eu só quero você aqui. Vem, e nós podemos escrever um romance ruim. Não importa. Eu compro, leio e releio, quantas vezes isso me fizer bem.

inspiração em "Bad Romance by Lady GaGa".


1 opiniões:

Ninha Luiza disse...

Uiia!
Bad Romance! (y)
Mas me veio uma dúvida: Como consegues traduzir os desejos mais profundos e perigosos de minh'alma? '-'

Postar um comentário